Publicado em 3 comentários

O Envelhecimento da Pessoa com Deficiência Intelectual

O envelhecimento da pessoa com deficiência intelectual exige tanto atenção quanto estudo. Desta forma, o caminho é largo e a porta estreita, mas juntos chegaremos lá.

Em tempos de pandemia é natural exaltarmos o poder da união. Muito cedo o homem descobriu que a coletividade é a essência da sociedade.

Certamente que o agrupamento oferece, de um modo geral, um trajeto mais suave e seguro para cada um de nós. Portanto, não poderia ser diferente com a gente!

Como chegamos até aqui e completamos mais de 40 anos de fundação? O trabalho nos exigiu muita dedicação e profissionalismo.

Alcançamos a credibilidade, não apenas com a transparência e a ética, como também com o auxílio das parcerias que fizemos ao longo do caminho.

Contamos com o empenho de profissionais de diversas áreas, além das empresas parceiras e dos próprios familiares do grupo.

Não restam dúvidas de que chegamos em 2020 muito bem assessorados, o que comprova a importância da união para o progresso do todo.

Estudo sobre o processo de envelhecimento da pessoa com deficiência intelectual

Parte considerável do nosso grupo é composta por idosos e acompanhá-los com eficiência exige estudo e atenção . Em virtude disso, nasceu o grupo de estudos sobre o envelhecimento da pessoa com deficiência intelectual.

Organizações como Apoie, Adere, Nosso Lar, Apabex e Adid, entre tantas outras, fazem parte do projeto, onde a parceria é sua fonte de energia.

O objetivo é entender como se dá o processo de envelhecimento do grupo, bem como a melhor forma de lidar com ele.

Hoje temos gente nova e empenhada no assunto, como o http://pepozylber.com.br/serendipidade/, que atualmente coordena as atividades do grupo.

O Programa de Envelhecimento foi criado para atender a esta parcela da população, que por décadas foi esquecida pela sociedade.

Dentro da APOIE contamos com o trabalho voluntário do Dr. Marcelo Altona, médico geriatra do Hospital Albert Einstein. Realmente com ele encontramos um olhar médico para os nossos idosos.

Dr Marcelo Altona

Certamente não teremos respostas prontas, porque a vida nos oferece novidades a todo o momento.

Na verdade a inquietação leva ao progresso da humanidade, que luta sempre pelo bem comum.

Bora então trabalhar não só para si, como também para o bem da coletividade!

Em outras palavras, vamos seguir em frente, já que a vida não para e o desejo de crescer é intenso.

Visto que chegou até aqui com a sua leitura, junte-se a nós! Certamente será muito bem acolhido (a).

3 comentários sobre “O Envelhecimento da Pessoa com Deficiência Intelectual

  1. Tenho uma admiração pelo trabalho que a Apoie faz e meu irmão José Eduardo, já idoso, usufrui da dedicação e carinho de todos.
    Obrigada

    1. Obrigada, Lígia!

  2. O “novo normal” serviu para reforçar o que o Terceiro Setor sempre preconizou, a união de esforços para o bem comum. Todos ganham, todos doam!
    A APOIE como as instituições parceiras estão se empenhando em melhorar a vida das pessoas idosas com deficiência intelectual.
    Obrigada @henrizilberstein @ marceloaltona @projetoserendipidade @institutoserendipidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *